Dia Mundial do Braille

em
2423
views

 A data de 4 de janeiro assinala o nascimento de Loius Braille, o criador do sistema de leitura e de escrita Braille, que permite através do toque facilitar a vida das pessoas invisuais e a sua integração na sociedade. Louis Braille ficou cegou aos 3 anos de idade e aos 20 anos conseguiu formar um alfabeto com diferentes combinações de 1 a 6 pontos que se alastrou pelo mundo e que ainda hoje é usado como forma oficial de escrita e de leitura das pessoas cegas.

Livros, folhetos, medicamentos, cds, dvds, são alguns exemplos de produtos com impressão em Braille para facilitar a perceção do conteúdo.

O Braille é composto por 64 sinais, gravados em papel em relevo. Estes sinais são combinados em duas filas verticais e justapostas, à semelhança de um dominó ao alto. A leitura faz-se da esquerda para a direita.

Em Portugal, destaque-se o papel do Núcleo para o Braille e Meios Complementares de Leitura, no âmbito do Instituto Nacional para a Reabilitação, I. P, que no Dia Mundial do Braille organiza vários eventos para celebrar a efeméride.

A Biblioteca Central conta com o Espaço Braille que, desde 1994, desenvolve e presta serviços voltados aos usuários com deficiência visual: Baixa e/ou cegueira.

Alguns desses serviços são:

  • Disponibilização doe recursos que possibilitam ao usuário fazer suas atividades acadêmicas.
  • Reprodução do material bibliográfico da escrita em tinta para o formato digital, sonoro ou em escrita braille de acordo com a solicitação do usuário.
  • Pesquisa e localização de material bibliográfico, constante da ementa das disciplinas cursadas pelo usuário, quando solicitado.

Texto Fonte: Calendarr Portugal
Readaptação/Divulgação: Felipe Assunção