Biblioteca Central da UFPA desenvolve instalador do software Dspace para Repositórios Digitais

1896
visualizações

A Biblioteca Central da UFPA por meio de seus bolsistas Lucas Gabriel de Souza, Ítalo Ramon Campos, ambos estudantes do curso de Ciência da Computação, e Lucivaldo Gonçalves, de Engenharia da Computação, da UFPA, desenvolveram o Instalador Dspace, que auxilia na criação de Repositórios Digitais. Os repositórios são ferramentas de armazenamento, gerenciamento, preservação e divulgação da produção científica de uma determinada área ou instituição. No caso da UFPA, temos o Repositório Institucional (RIUFPA), a Biblioteca Digital de Monografias (BDM) e o Portal do Livro Aberto.

O Dspace é um software livre desenvolvido para implementação de repositórios digitais e é distribuído nacionalmente pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT).

Segundo os bolsistas, alguns bibliotecários e profissionais de tecnologia da informação tinham dificuldades em lidar com o instalador, pois não era um processo de fácil realização. Portanto, motivados pela existência dessas dificuldades, os dois bolsistas, sob a orientação da equipe da Coordenadoria de Gestão de Produtos Informacionais, começaram a trabalhar em um instalador do software Dspace que realizasse esse procedimento de forma mais simples e automática.

Antes, a instalação do Dspace levava em torno de 1 a 2 dias. Com o instalador, o processo dura pouco mais de 20 minutos. A criação da referida ferramenta é um grande avanço para a inovação tecnológica da área. O instalador chamou a atenção do IBICT que se interessou e levou o software para Brasília-DF para que fossem realizados os testes. No dia 28 de março, os bolsistas Lucas e Lucivaldo, o coordenador da Gestão de Produtos Informacionais e supervisor do projeto Diego Barros e a diretora da Biblioteca Central-UFPA, Célia Ribeiro, se reuniram via webconferência com o IBICT, que confirmou o uso do instalador, informando que ele será distribuído nacionalmente e será lançado em Portugal na Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto (CONFOA), que ocorrerá em outubro de 2018. Para os estudantes, com o surgimento do Instalador, a Universidade Federal do Pará ganhará mais visibilidade no desenvolvimento de tecnologias de construção de repositórios institucionais digitais, além de apoiar o movimento do acesso aberto na produção científica.